News

Portugal tem 1,57 mil milhões de euros em notas e moedas em circulação. Mais 19% do que antes da pandemia



Apesar da tendência de digitalização dos serviços financeiros e da progressão dos pagamentos com cartões durante a pandemia de Covid-19, Portugal tem mais dinheiro físico hoje do que antes da pandemia, revela o último relatório anual de emissão monetária do Banco de Portugal (BdP).

“No final de 2021, as notas e moedas de euro em circulação somavam 1576 mil milhões de euros. No final de 2019, antes da pandemia, esse valor era de 1323 mil milhões de euros, ou seja, em dois anos registou-se um aumento de 19%”, indica o BdP.

“Esta evolução constitui um indício inquestionável de que, apesar da crescente digitalização da atividade económica, o dinheiro físico continuará a desempenhar um papel importante no futuro, pelo que se impõe continuar a garantir o acesso e a aceitação generalizada do numerário, a par do desenvolvimento de notas inovadoras e sustentáveis”, aponta o banco central no relatório.

No comunicado que acompanha o relatório o BdP informa que em 2021 o valor de notas que saíram de Portugal foi superior ao das notas que entraram no país. “Esta evolução refletirá a menor entrada de notas em Portugal por via do turismo e a maior retenção de notas pelo público, para efeito de reserva de valor, comportamento típico em períodos de crise”, explica a instituição liderada por Mário Centeno.

BdP destruiu 59 toneladas de notas

No ano passado o BdP verificou a genuinidade e a qualidade de 448 milhões de notas e de 64 milhões de moedas. “E destruiu e incinerou, aproveitando a energia elétrica gerada nesse processo, 59 toneladas de notas inaptas para voltar a circular”, indica o Banco de Portugal.

No seu comunicado o BdP refere ainda que valorizou 39.557 notas de euro e 1339 de escudo deterioradas, restituindo a quem as apresentou um valor equivalente a 1,6 milhões de euros.

O banco central também avaliou 281 mil notas de euro neutralizadas por dispositivos antirroubo.

No decurso do ano passado a atividade de contrafação “permaneceu residual”.

“Em Portugal, foram retiradas da circulação 10.836 notas e 1513 moedas contrafeitas, correspondentes a percentagens residuais do total de notas e moedas em circulação. As contrafações mais apreendidas foram as de 20 euros, no caso das notas, e as de 2 euros, no caso das moedas”, refere o BdP.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close