News

O defeito ausente | Crónica


Cada vez que vou de férias fico espantado com a facilidade com que me habituo a não fazer nada. Já sei, no primeiro minuto de não fazer nada, que me vai sair cara esta adesão instantânea à preguiça – sobretudo quando passa a ser preciso trabalhar para viver –, mas quem é que tem força para voltar atrás numa altura daquelas?



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.