News

Irlanda do Norte. Sinn Féin nunca esteve tão perto da vitória



“Chegámos!”, proclamava Martin McGuinness, em 1998, ao tomar posse pela primeira vez como deputado depois de o Acordo de Sexta-Feira Santa ter posto fim à guerra na Irlanda do Norte. O dirigente do partido republicano Sinn Féin (SF) e ex-membro do grupo terrorista IRA dirigia-se ao reverendo Ian Paisley, chefe dos unionistas. Já nenhum está entre os vivos, mas se há 24 anos o SF foi quarto nas eleições, desta vez pode ser o mais votado, dizem as sondagens.

Se assim for, a formação que foi braço político do IRA terá o direito de nomear o primeiro-ministro do governo autónomo do território também chamado Ulster, que pertence ao Reino Unido. A lei obriga a que estejam no executivo as duas comunidades: republicanos, de maioria católica e partidários da reunificação das Irlandas; e unionistas, protestantes e defensores da ligação à Grã-Bretanha. Primeiro-ministro e vice virão cada um de uma fação e terão idênticos poderes. A negociação é sempre morosa.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close