News

H&M lucra 20,9 milhões de euros no arranque do ano



A retalhista de roupa sueca H&M lucrou 217 milhões de coroas suecas (20,9 milhões de euros ao câmbio atual) no primeiro trimestre do ano fiscal de 2022 (de dezembro de 2021 a fevereiro deste ano), segundo anunciado esta quinta-feira em comunicado.

O lucro do primeiro trimestre compara com um prejuízo de 1.070 milhões de coroas (103,4 milhões de euros) no período homólogo – altura em que grande parte da Europa estava confinada.

As vendas cresceram 18% em moedas locais e 23% quando convertidas para coroas suecas. O valor atingido foi de 46.166 milhões de coroas (4.755 milhões de euros).

A maior fatia das vendas vem da Europa Ocidental, com 15.074 milhões de coroas (1.457 milhões de euros), seguindo-se a América (Norte e Sul), com 10.931 milhões de coroas (1.057 milhões de euros).

“Além das consequências gerais da pandemia, como interrupções e atrasos na cadeia de abastecimento, alguns dos nossos principais mercados tiveram um impacto de uma nova vaga da pandemia no primeiro trimestre. Apesar disso, vimos uma recuperação das vendas nas lojas físicas em relação ao ano passado, enquanto as vendas online continuaram a ter um bom desempenho”, disse, citada na nota, a presidente executiva da marca, Helena Helmersson.

A H&M divulga ainda dados sobre o impacto da guerra da Ucrânia no seu negócio, no período até 28 de março. A retalhista sueca foi uma das lojas que interromperam as vendas na Rússia e Bielorrússia e também na Ucrânia devido à invasão russa.

Assim, desde 1 de janeiro a 28 de março deste ano, as vendas da marca cresceram 6% e, excluindo esses mercados, 11%.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.